Vivendo 52 semanas por ano Manutenção do peso Archives - Vivendo 52 semanas por ano
21
ago
2010
Rumo aos 48kg

Sim, este é meu objetivo: 48kg.

Antes da plástica eu pesava 54kg, saí da plástica com 52kg e agora estou indo de encontro ao peso ideal dentro da minha altura: 48kg.

Já estou com uma nutricionista e uma dieta bem balanceada, com Reeducação Alimentar para continuar mantendo o peso ideal. Estamos na segunda semana da dieta (marido entrou junto nessa, de corpo e alma) e tivemos resultado. Ontem vi pela primeira vez o número 50kg na balança, 50,5kg mas já é 50kg!!! Tô mais perto do que antes.

Mas e a plástica? Não emagrece?

Não… a plástica, no caso, a lipo, não é uma espécie de regime, não pode ser utilizada como tal, é apenas uma das tantas técnicas de nos deixar mais perto do que achamos ser o ideal. É claro, que ajuda MUITOOOOOO, e o método é o mais eficaz e rápido para extrair do corpicho aquelas gordurinhas extremamente mal localizadas. Mas ela por si só, não resolve o problema do sobrepeso ou da obesidade.

Além da reeducação alimentar, tem a academia (blargh), que ajuda a reduzir medidas, transforma a gordura remanescente (sim… ô coisinha insistente!!!!) em músculo, e de quebra, deixa as formas mais delineadas.

Dá trabalho! Confesso! Mas, se olhar no espelho e se amar não tem preço!

E você ai… quer uma força para reduzir o peso? Bora fazer juntas!!! O Projeto Verão 2011 está aberto!!!

Beijocas
Cláudia Sachs

(*) post agendado

PS: A bonequinha ai eu fiz no Devian Art. Clica nela e vai lá… amei o site!!

04
ago
2010
Cirurgia Plástica – O "querido" macaquinho

Vou escrever mais um capítulo do amigo da cirurgia plástica, o macaquinho. Normalmente a gente odeia, mas com o tempo acaba de acostumando e depois até sente falta.

Eu ainda não consegui saber o tempo certo de parar de usar, e acredito que não exista receita, vai do tipo de cirurgia, cicatrização e dores (principalmente). Eu sinto dores nas costas (ainda) mas tem algumas meninas que chegaram no blog e que disseram que nunca sentiram esse tipo de dor.

Algumas meninas tiram o macaquinho com 30 dias, outras com 45 dias, mas até agora não vi nenhuma dizer que tirou em determinado tempo com a anuência do médico. Acabam tirando por conta própria e sem saber podem estar assumindo um risco de ter que esperar mais tempo ou até mesmo acabar perdendo o melhor resultado da cirurgia.

Então meninas, já que se submeteram a uma cirurgia arriscada (e cara) dessas, vamos até o fim!

Eu uso direto. Para dormir ainda prefiro usar, embora não pareça, é bem mais confortável. Tem dias que me visto estilo “mulherzinha”, daí dependendo da roupa, não uso o macaquinho, quando uso uma saia ou um vestido, raro nesses dias frios, mas pode acontecer.

Como estamos no inverno e aqui no RS faz muito frio, o macaquinho acaba ajudando a quebrar um pouco esse gelo.

E academia, como faz? Chego na academia, coloco a calça, camiseta e vou feliz para a esteira, e o macaquinho lá coladinho no corpo. Marca? Sim… marca, mas no meu caso não me importo…

Além disso, o macaquinho ajuda a manter a forma. Não tem como engordar usando ele, quer dizer, tem né… mas tem que se cuidar! E essa roupinha nada sexy nos ajuda a manter o corpinho esculpido pelas mãos hábeis dos nossos queridos cirurgiões.

Você tem alguma dúvida com relação ao uso do macaquinho? Aproveita o tópico e deixa uma mensagem ai no campo de comentários. Prometo pesquisar caso eu não saiba a resposta.

Beijocas
Cláudia Sachs

(*) post agendado

 

17
maio
2010
Cirurgia Plástica – 60 dias depois

Gente, como o tempo voou nessas ultimas semanas. Nem vi passar! Domingo completei 2 meses da cirurgia. Me lembro quando ainda era só um desejo, muito longe de se concretizar, e hoje estou aqui. Firme e forte, com o corpinho novo.

Continuo sem muitas novidades, nenhuma mudança mais radical. Se tiver alguma novidade mais forte será na quinta (20) que vem, quando irei a uma consulta de revisão. Espero tirar o micropore! Mas, como disse antes, tudo a seu tempo, se houver necessidade de continuar usando, usarei.

Iniciamos academia no dia 10, semana passada. 3x por semana, com exercícios leves. No meu caso, estou fazendo somente da cintura para baixo (foi o que o Dr. Rubem Lang me autorizou).

Me sinto inchada, um pouco pesada, mas não estou comendo nada que possa me engordar então deve ser efeito da cirurgia mesmo. Com a academia isso tende a melhorar, por que começamos a queimar gordura e colocar mais musculatura. Até o verão temos tempo para trabalhar o corpo.

Fiz a vacina da gripe, a H1N1 no sábado (15/5), sem nenhum efeito colateral (ufa!! estava morrendo de medo). Nem dor no braço. Absolutamente nada! Acho que as injeções de Clexane me deixaram imunes a dor de injeção! Eheheheh Sim, eu estava liberada pelo Dr. Lang para fazer a vacina.

Continuo usando o macaquinho no 3º nível, sem a placa de contenção (uso nos finais de semana em casa, e quando vou dormir). Não está apertado, mas não está folgado. Está, como diria, confortável!

Vou ver se as medidas já aparecem com redução para fazer um comparativo. Se der coloco aqui!

Bom, era isso. Quinta eu volto com mais novidades da cirurgia.

Beijocas
Cláudia Sachs

25
abr
2010
Cirurgia Plástica – 40 dias depois

Hoje, 25 de abril completo 40 dias de pós. Muita coisa já mudou no meu corpo.

No dia 22 pela manhã, mais uma consulta de revisão e o resultado foi:

– Posso parar de usar a espuma em frente a barriga. Confesso que fiquei o dia inteiro sem ela, mas prefiro voltar a usar. Fiquei com medo de marcar. Já me acostumei com a espuma, ela já não me machuca tanto! Heheeh Mas estou tirando para dormir. Só uso para trabalhar, uma vez que fico sentada o dia inteiro na frente do computador. Ele disse que eu posso colocar um mousepad ou algo na frente das tachinhas para não machucar, mas ainda prefiro a espuma, além de proteger, faz com que a barriga não dobre.

– Já posso dirigir!!! Oba! Embora marido me leve e me busque de todos os lugares, saber que eu já posso dirigir é tudo de bom (eu amo dirigir eheheh).

– Academia. Estou liberada para trabalhar os músculos da cintura para baixo, sem forçar nada da cintura para cima! Pelo menos até a próxima consulta.

– O macaquinho. Ainda vou usar o macaquinho por mais tempo. Sinceramente, ele não me incomoda mais. Ficaria feliz se pudesse tirar apenas para dormir, mas posso continuar usando ele por mais tempo se necessário for (mesmo com a alta do médico, é bem possível que eu continue usando depois). Nem acreditei, mas sai de lá hoje usando o macaquinho no segundo nível!!! Uhhuuuuu O bom deste macaquinho (da marca Corporal) é que tem três níveis de fechamento contra dois da Yoga. Então ainda posso emagrecer mais um pouquinho.

– Mamas!!!!! Minhas mamas estão lindas!! As cicatrizes fechadinhas, completamente cicatrizadas (pelo menos por fora), um fiozinho de nada que mal dá para perceber. Como eu me cuidei muito neste período inicial (e vou continuar me cuidando assim por bem mais tempo) não vou ficar com nenhuma cicatriz horrorosa. Se ficar alguma coisa, vai ser aquele risquinho como se fosse um fio de cabelo mais claro. Tudo perfeito!! Ele colocou micropore novamente, mas já disse que na próxima consulta (que vai ocorrer dia 6 de maio) provavelmente ficarei com micropore somente na base da mama (onde tem o maior corte).

– Emagreci 1 kg desde a cirurgia. Essa parte eu não entendo muito por que. Eu voltei para casa mais pesada, com retenção de líquidos e tal, mas passada essa função, eu achava que iria reduzir também em peso. Como saíram dois litros e meio do corpo, mais alguns gramas das mamas, eu achei que isso fosse se refletir no peso, mas parece que não. Considerando antes e depois, aos 40 dias, estou com apenas 1kg a menos do que eu tinha antes da cirurgia. Sei que lipo não é feita para emagrecer, mas toda essa gordura que saiu, não deveria representar no peso? Sei lá…

– Estou fininha!! A cinturinha começa a tomar forma. Barriga “tanquinho”, bumbum e peitos empinados! To me sentindo!! Eheheheh. Só falta colocar músculo e voilá, verão de 2011 que me aguarde! Preciso acabar com o sedentarismo!! eheheheh

Beijocas
Cláudia Sachs

*post agendado

22
abr
2010
Magra ou gorda? Como você se vê?

Independente das opiniões alheias, como você se vê? Como você se sente?

Eu sempre fui magra (eu diria seca). Tenho 1,58m de altura. Dos meus 15 aos 18 anos meu peso era 46.250g cravadinhos!! Mas estomago saltado, peito enorme e barriga eram uma constante. Não tinha nada de coxa, era pele e osso, por que tudo em cima que pesava. Nunca me gostei muito, embora magra, me achava gorda de perna fina, uma esquisitice só. Acho que isso foi uma das coisas que me manteve afastada das areias da praia ou das águas azuis das piscinas.

Depois dos 18 o peso aumentou, estabilizando em 54kg. Um deslize muito forte em 1995 me fez terminar o ano com quase 70kg. Mas 2 anos depois já estava estabilizando novamente em 54Kg, com um pequeno efeito sanfona oscilando entre 52kg a 56kg.

O verão não tinha muita diferença do inverno, a não ser claro, a temperatura. Mas tipo, eu até ia para a praia com amigos, mas não chegava a ir para a beira. Durante anos tive 1 biquíni só (e ele ainda existe) ou até nenhum, e nunca senti a menor falta. Ia para a praia e nem levava. No máximo uma bermuda e uma camiseta, bem larga de preferência.

Neste caso, não tem regime que resolva, não tem abdominal que arrume. Só mágica! E por isso que, quando apareceu a oportunidade de fazer a lipo e arrumar o peito eu não pensei duas vezes. Eu só precisei me ajustar financeiramente para poder honrar com todos os compromissos financeiros assumidos e me atirei, de corpo e alma.

Agora me vejo magra, me vejo como sempre quis me ver.

Quero começar academia, por que agora tenho um corpo digno, que merece este cuidado, e que, se eu fizer tudo direitinho, vai me trazer resultados. Não sou doente nem neurótica por perfeição. Mas queria vestir uma blusinha, me olhar no espelho, e não ter que colocar um casaco para esconder os “excessos”.

Estas mudanças mexem muito mais com o nosso cérebro do que com o corpo em si. Muda muita coisa internamente. Dizem que algumas mulheres entram em uma pequena depressão ao se verem mudadas, eu não entrei, a não ser em estado de euforia, que me encontro até hoje. Mesmo com macaquinho, mesmo com esponja na barriga, mesmo com toda essa “mão de obra”, sou só sorriso. O olho brilha diferente. Passo um tempão em frente ao espelho olhando todos os detalhes.

E você? Como se sente? Quer contar um pouquinho da sua história?

Beijocas
Cláudia Sachs

Páginas12
%d blogueiros gostam disto: