Vivendo 52 semanas por ano Mãe de Deus Center Archives - Vivendo 52 semanas por ano
13
ago
2010
Cirugia Plástica – 150 dias depois

Ontem tive consulta de revisão com o Dr. Rubem Lang. Algumas novidades, mas sem grandes alterações no resultado.

Como são duas as cirurgias que eu fiz, neste post vou dividir um pouco para poder falar um pouco mais sobre a cirurgia das mamas.

Sobre a lipo: Estou muito próxima ao resultado final da lipo (6 meses), amando o resultado. Devo ainda reduzir uma medida aqui outra ali, mas de modo geral já estou no “formato” desejado e idealizado na sala de cirurgia. Sobrou uma micro barriga, fruto da paranóia de achar que aquele corpinho antigo quer se apoderar desse novo, mas isso já está em tratamento, e em breve poderei colocar fotos boas no site para que vocês possam me “ver”. A paranoia é da operada… sei por que tenho algumas amigas que estão no pós operatório e acabam enxergando o que ninguém vê… só a gente…. mas isso passa! Eheheh

O macaquinho eu uso ainda, mas de forma mais moderada. Passo um dia sem, coloco para dormir, se vou sair eu tiro, e assim  vai. É meu companheiro, mas sem a obrigação do dia a dia, mas confesso que gosto de usá-lo, ele não me incomoda mais como me incomodava no inicio.

Só para constar, essa foto não é atual, é do início de maio. Ja desinchei bastante depois dela. Vou ver se consigo tirar uma foto igual a essa para comparar…

Agora vamos falar sobre as mamas, que é um processo bem mais demorado. O resultado final da cirurgia de redução mamária só aparece após 18 meses de pós, e segundo alguns sites médicos, o resultado aparece em 3 etapas:

a. Período Imediato: Vai até o 30º dia. Neste período, apesar das mamas apresentarem-se com seu aspecto bem melhorado, sua forma ainda está aquém do resultado planejado, pois, para que se atinja a forma definitiva, deveremos deixar “pequenos defeitos” aparentes iniciais (inevitáveis em todos os casos), que desaparecem com o decorrer do tempo.
Lembre-se desta observação: Geralmente nenhuma mama fica “perfeita” no pós-operatório imediato. Alguns pequenos “defeitos” são planejados para que se logrem as formas mais primorosas no resultado definitivo (tardio).

b. Período Mediato: Vai do 30º dia até o 8º mês. Neste período, a mama começa a apresentar uma evolução que tende à forma definitiva o que ocorrerá após o 8º mês. São características deste período umas certas insensibilidades do mamilo, além de maior ou menor grau de “inchaço” das mamas; além disso, sua forma está aquém da definitiva. Apesar da euforia da maioria das pacientes, já neste período costumamos dizer às mesmas que seu resultado ficará melhor ainda, pois isto será a característica do 3º período (tardio).

c. Período Tardio: Vai do 8º ao 18º mês. É o período em que a mama atinge seu aspecto definitivo (cicatriz, forma, consistência, volume, sensibilidade). É neste período que costumamos fotografar os casos operado, afim de compará-los com o aspecto pré-operatório de cada paciente. Tem grande importância, no resultado final, o grau de elasticidade da pele das mamas bem como o volume conseguido. O equilíbrio entre ambos varia de caso para caso.

Fonte: http://www.plasticaatual.com.br/cirurgia-para-reducao-de-mama.asp

Neste site ainda tem uma parte que fala sobre a cicatriz. Hoje o médico tirou o micropore e não iremos usar mais. No lugar do micropore, ele me deu uma pomada que devo usar em cima das cicatrizes para clareá-las e deixá-las mais lisinhas.

Em algumas partes dos cortes as duas partes estão unificadas, lisinhas, e sem diferença de cor. Em outras, vê-se bem onde está a “emenda” e tenho pequenos caminhos com quelóide, mas bem pequenos mesmo. Então, para desmanchar essas imperfeições, tenho que usar essa pomadinha diariamente massageando a cicatriz até a absorção da pomada.

Como descrito acima, embora já tenha se passado 5 meses, o resultado da cirurgia ainda não apareceu, tem muita coisa para mudar. Neste caso, só tem uma coisa a fazer: curtir cada nova mudança, e esperar, cuidando, não fazendo grandes esforços, seguindo a risca as orientações no médico justamente para que em 18 meses o resultado esteja efetivamente maravilhoso.

Fonte da imagem: http://ceciliasouzafisio.blogspot.com/2010/03/vai-reduzir-as-mamas.html

Beijocas
Cláudia Sachs

(*) post agendado

16
jul
2010
Abdominoplastia – O primeiro resultado

Lembram deste post ? Pois a rotina é quase a mesma, cirurgia na terça, alta na quarta e a primeira visão do corpo na quinta.

Essa primeira visão, é, ao mesmo tempo, assustadora e linda. Assustadora por que está longe do resultado final, completamente cheia de hematomas, inchada, enfim, o verdadeiro quadro do horror. Para falar a verdade eu não tenho nem fotos dessa fase. A primeira foto que eu tenho já é de 1 semana e meia depois da cirurgia (impublicável, infelizmente).

Mas a parte linda é o desejo. O corpo, embora disforme, está mais perto do que a gente deseja e mais longe do corpo que tínhamos antes da cirurgia, e que, cumpriu seu papel até aqui (muito obrigada corpinho, mas você faz parte do passado!!!). Pois ontem (quinta) foi o dia da minha amiga ter a sua primeira visão dividida.

Hoje consegui conversar com ela, e a felicidade brota pela voz. A sensação é a mesma. Dá vontade de sair pulando de felicidade, só não dá por que o corpo não deixa. Diz ela que ficou maravilhada com o que viu em frente ao espelho. Mesmo com tudo isso, hematoma, pontos, cortes, micropore, curativo, inchaço, estamos lindas e é assim que devemos nos sentir daqui para frente.

Amiga, muitos espelhos virão, e muita mudança também. Cada dia que passa teu corpo fica mais bonito e mais desenhado. Ele é um artista, mas a pintura só vai se mostrando com o tempo. Paciência nesta fase. Todos os esforços serão recompensados!

Mil beijos
Cláudia Sachs

15
jul
2010
Cirurgia Plástica – 120 dias depois

A única novidade não muito boa dos 120 dias foi que a cicatriz do meu seio direito abriu. No dia 7, durante o banho fui tirar o micropore, uma vez que no dia 8 teria consulta bem cedinho, então já vou “pronta”. Ao tirar, não sei o que aconteceu, por que sempre sou bem delicada, mas machucou a pele. Fui na consulta e ele disse que isso era bem normal, que eu não me assustasse. Mas ele não colocaria mais micropore naquela região, apenas na base da mama que é onde tem o maior corte.

Tenho tratado com pomada diariamente, mas sem “grudar” nada, apenas uma gaze para que a pomada não pegue no sutiã. Abriu mais, sangrou, mas agora está fechando novamente, para a minha felicidade. As cicatrizes restantes estão maravilhosamente bem. Tenho inclusive pedaços das cicatrizes que já sumiram a marca, incrível!

De maneira geral estou muito bem.

Comecei a tirar o macaquinho de vez em quando, passo um dia sem e uso para dormir, ou passo o dia com ele e tiro quando chego em casa. Confesso que o conforto do macaquinho me deixa melhor, ainda mais agora no inverno, fico mais quentinha e protegida do frio.

Por incrível que pareça, as costas ainda doem, uma dorzinha bem mais fraca, mas o suficiente para não eu não me mexer muito bruscamente. Estou indo na academia com freqüência e drenagem uma vez por semana.

Semana que vem vou começar uma dieta com a minha prima que é nutricionista. Maridão precisa estar em forma no verão e eu preciso manter esse corpinho, portanto, toda ajuda externa é bem vinda!

Comprei um vestido preto! Ehehehe Não igual ao da minha amiga, mas um outro igualmente bonito. Já usei, consegui usar até para ir trabalhar. Isso é uma conquista e tanto!

Bem que uma loja de roupas, dessas lindas, podia patrocinar o meu roupeiro… não seria má idéia! Eheheheh E juro que não ficaria nem um pouco triste!

E se passaram praticamente 3 meses desde a internação. Tem coisas que aconteceram que eu nem lembro mais, ainda bem que eu fiz o relato. Mas não tenho o que me queixar. Todo o pós transcorreu na maior normalidade sem nenhum atropelo ou fato inusitado.

E o resultado? Está muito melhor do que eu imaginava! Muito melhor mesmo!!!

Beijocas
Cláudia Sachs

(*) post agendado

13
jul
2010
Abdominoplastia – E nasce uma nova mulher!

Hoje (13/07), uma amiga de longa data, se submeteu a uma Abdominoplastia com o Dr. Rubem Lang no Mãe de Deus Center. Fez de manhã cedinho, lá pelas 10 horas da manhã estava sendo encaminhada para a sala de recuperação.

A tarde conversei com o maridão, completamente nervoso e sem arredar o pé do hospital, me disse que a cirurgia tinha sido um sucesso, que eles já haviam conversado, mas que ela estava dormindo naquela hora. Hoje, ela dorme no hospital e sai de lá amanhã de manhã cedinho.

A cirurgia que ela fez é mais complicadinha que a minha (eu fiz uma lipo com redução mamária), o corte é maior e a região da barriga é bem mais dolorida e chatinha no pós operatório, mas o desejo de se amar e de se sentir bem é muito maior, e eu tenho certeza que ela vai superar toda essa fase e vai se curtir muito.

Verão de 2011, nos aguarde!!!!!

Beijocas
Cláudia Sachs

24
jun
2010
Cirurgia Plástica – 100 dias depois

Contadinho no calendário.
Ante ontem eu internei, ontem voltei para casa e hoje completo 100 dias de cirurgia. Parece incrível, mas o tempo passou voando. Só olhando as fotos do antes, e das várias etapas do durante é que dá para se dar conta do que já se passou nestes 100 dias. Infelizmente são fotos que não posso publicar, mas garanto que a mudança foi radical.

Eu até vou fazer uma linha do tempo para ver as mudanças. Mas foram muitas.

Agora, não tem mais nenhuma mudança tão radical como antes. Até mesmo as consultas passarão a acontecer a cada 60 dias.

Continuo usando:

– Micropore nos cortes, com trocas em casa a cada 10 dias;
Creme BMore todos os dias depois do banho;
– Macaquinho;

E mais nenhuma alteração. Já levanto os braços, mas não pego peso, só algumas sacolinhas do super.

Alguns exercícios de braço com pesinho de 2Kg, caminhada de 30 minutos na esteira, exercício nos músculos das pernas e bumbum.

Drenagem linfática uma vez por semana, iniciando um novo pacote de mais 10 sessões (já fiz 20).

Tem dias que eu me olho e me sinto inchada, tem dias que eu me olho e me sinto linda. Costume. Durante muitos anos eu enxerguei aquele corpo. Fazem apenas 100 dias que ele mudou. Meus olhos ainda não se acostumaram por completo.

E as roupas hein? Como eu me escondia!!!… hoje, olho o meu roupeiro e vejo o quanto eu mesma me escondia. Roupas largas, compridas, tons sóbrios e pesados. Estou mudando. Posso usar uma blusinha mais coladinha agora, sem que ninguém fique me olhando escandalizado.

Minhas medidas reduziram. Meu busto era 46+ (na verdade era 48 mas nunca tive coragem de comprar um sutiã desse tamanho), hoje é 44. Parece pouca a diferença, mas na pratica significa liberdade. Não tenho vergonha mais de usar uma blusinha mais justinha ou decotada. Não que eu não usasse antes, mas era estranho. Não me sentia bem, nem ao menos confortável.

Marido está amando o resultado. Eu estou mais feliz, e isso faz com que a nossa relação fique mais leve, mais gostosa de levar no dia a dia.

Hoje na academia me dei um presente. Um vestido, preto, na altura do joelho. Tipo aquele outro vestido, só um pouco mais comportado. Sábado vou usar. Conto como me sai…

Que venham as próximas mudanças. Quando eu volto a falar da cirurgia? Pode ser após a consulta de revisão, que será no dia 7 de julho, ou se alguma coisa acontecer. Caso contrário, volto no aniversário de 120 dias, combinado?

Beijocas
Cláudia Sachs

(*) Post agendado

Páginas1234
%d blogueiros gostam disto: